Skip to content

Eletrobras: Conta de Luz mais cara após Privatização!





A Conta de luz mais cara em virtude do projeto do Governo Federal de privatizar a Centrais Elétricas Brasileiras S.A. – Eletrobras – empresa de economia mista, onde o Brasil, é seu maior acionista, portanto detém o poder.

Segundo o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, esse projeto foi encaminhado ao Congresso Nacional no ano de 2018 e que após a privatização, o governo sairá completamente da administração da Eletrobras, vendendo suas ações para a iniciativa privada.




A seguir, iremos abrir em tópicos o assunto, para que o entendimento sobre o tema se torne mais didático  e assim seja de fácil compreensão:

Por que a Conta de Luz ficará mais cara após Privatização?

conta de luz
Eletrobras: Conta de Luz Mais Cara Após Privatização

No mês de agosto passado, tivemos a Conta de luz mais cara em virtude de o Governo Federal aplicar a Bandeira Tarifaria na cor vermelha, patamar 1. Portanto, a conta de luz mais cara em agosto deste ano.




Se hoje, com o Governo Federal fazendo o meio de campo entre as concessionárias de energia e o cidadão, temos tido aumentos constantes, como o que ocorreu em agosto passado, imagine com a privatização da Eletrobras, assim comentam os técnicos da empresa.

Segundo especialistas, funcionários e técnicos da Eletrobras, com esta privatização, a conta de energia terá um aumento linear por volta de 20%.

A grande mudança, segundo esses especialistas e técnicos da Eletrobras, é que a energia que  é liberada para as residências será equiparada a energia vendida para as indústrias ou iniciativa privada.




Hoje a Eletrobras vende energia para os consumidores residenciais brasileiros a quase R$70,00 os megawatts/horas, Enquanto, para a iniciativa privada, como Indústria e Comércio, R$200 a R$300 o megawatt/hora. Se esses preços ficarem equiparados para o maior valor, então teremos aumento sim de energia.

 Conta de Luz mais Cara: Como Ficará a Eletrobras?

A conta de luz vai ficar mais cara, com a privatização da Eletrobras, segundo técnicos que trabalham na companhia. Tivemos a conta de luz mais cara em agosto de 2019, no estado do Pará. Em segundo lugar, foi no estado do Amazonas.



Para esses estados, que já sofrem hoje com as contas de energia mais cara do país, ficará muito mais complicado depois da privatização da Eletrobras, segundo técnicos especialistas e funcionários da empresa.

Atualmente a Eletrobras é uma empresa de economia mista, com ações na bolsa de valores.  Só que o Governo Federal Brasileiro, é seu maior acionista, ou seja, tem o controle acionário. São as famosas ações de ouro, que dão poder decisório.

Portanto, com a privatização, o Governo deixa de ser o acionista maioritário, ou seja, trocando em miúdos, não vai mais mandar na Eletrobras.

A Eletrobras continuará sendo uma Empresa de fornecimento de Energia como é agora, porém, será gerida pelo consorcio que comprar a maior quantidade de ações, que pode ser inclusive, algum grupo estrangeiro.

privatização eletrobras

 Quais as Mudanças desta Privatização?

Sobre a privatização da Eletrobras e a conta de luz mais cara, é um projeto que está tramitando no Congresso desde o ano de 2018, no governo de Michel Temer e agora no Governo de Jair Bolsonaro, voltou à tona, com previsão de acontecer esse ano de 2021.

Na primeira tentativa, em 2018, por conta de pressões políticas, segundo uma matéria publicada no jornal o Globo, em 20 de agosto de 2019,  o projeto da privatização da Eletrobras, não seguiu adiante e ficou parado no Congresso Nacional.

Os principais aspectos desse modelo de privatização da Eletrobras, é que basicamente, o Estado brasileiro, deixa de ter o controle acionário da Companhia, passará a ser um acionista como outro qualquer, sem poder ditar sobre as regras de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica no país.

Isso vai ser bom para o país? Iremos melhorar este serviço? Isso será ruim? Com a privatização teremos um aumento de energia e uma conta de luz mais cara? Vai acontecer realmente em 2020? Só o futuro nos dará essas respostas.

Como Funciona a Eletrobras Atualmente?

Atualmente a Eletronarás é uma Empresa de economia mista, com ações no mercado, tendo o Governo Federal Brasileiro, como seu maior acionista, ou seja, dita as regras da companhia.

É responsável por um terço da geração, transmissão e distribuição da energia elétrica brasileira e funciona como uma empresa mãe de outras empresas dentro desse processo.

As empresas que fazem parte deste organograma são:

Eletrobras Chesf, Eletrobras Eletronorte, Eletrobras Eletronuclear, Eletrobras Eletrosul e Eletrobras Furnas;  Eletrobras Eletro par. Além de um centro de pesquisas, a  Eletrobras Cepel. Uma outra empresa robusta, que também faz parte deste grupo, é a Itaipu Binacional.

Vejam o tamanho desse negócio e entenda a privatização da Eletrobras como um projeto que irá mexer com o país inteiro e talvez deixar a conta de luz mais cara.

Ela é responsável pelo processo da energia que chega em sua casa, a projetos como a luz para todos e os programas sociais do governo, de energia barata para brasileiros de baixa renda.

Portanto, só iremos saber se teremos a conta de luz mais cara do Brasil, quando esse processo de privatização acontecer e se estabilizar.

Espero que este artigo tenha lhe ajudado a entender melhor como ficará o aumento na sua conta de energia, caso venha ocorrer a privatização da Eletrobras em 2021.

Não perca Tempo! Entre agora e aproveite o conteúdo de nosso blog: contadeluz.net.br e veja outros artigos.

Veja também o vídeo: